Equipe

Unimos várias formas de pensar em torno de um grande objetivo comum. Além da qualificação continuada, nossa equipe está consciente da importância da humildade, tolerância, inteligência emocional e companheirismo para conseguirmos o melhor resultado. Este é o espírito da nossa Equipe FURC.

Ive Cunha

Diretora

“Enxergo a FURC como uma base sólida para a prática do humanismo, do altruísmo e do amor nos dias de hoje – que exigem de nós objetividade e estratégia para a garantia e proteção dos valores e direitos que prezamos. Dedico aqui minha energia a mais sonhadora e realizadora ao mesmo tempo.”

Lucicleide Vieira de Freitas

Coordenadora Administrativa

“Ao longo da minha vida profissional passei por várias experiências e percebi que as pessoas nas organizações são mais importantes, com a valorização das mesmas teremos certeza de resultados cada vez melhores. E o ingresso a FURC  me proporcionou ter um olhar ainda mais profundo no que se refere as necessidades das pessoas,  então saber disso me fez uma pessoa melhor , mais sensível principalmente em relação as pessoas com deficiência Visual, um universo diferente e encantador.Procuro sempre fazer o meu melhor e ajudar os outros que o problema de um é problema de todos quando convivemos em equipe.Não poderia deixar de expressar que sinto-me muito orgulhosa por fazer parte desta equipe. E principalmente por fazer parte de uma instituição séria e comprometida em transformar vidas.”

Lara Morais Andrade

Supervisora de Captação de Recursos

“Na FURC aprendi a enxergar a deficiência com outros olhos. Ver a alegria de viver dos pacientes, sua superação diária sempre com sorrisos e gestos de carinho me traz grande alegria. A FURC é uma grande família, e ver o seu crescimento é motivo de realização pessoal e profissional. Uma escola para a vida. “

Luciana Pinto Carvalho

Oftalmologista Subespecialista em Baixa Visão

Bárbara Andrade

Psicóloga

“Há pouco mais de dois anos e meio atuo na Fundação Regina Cunha, e desde então passei a sentir e dar sentido à vida com outros ‘pincéis de colorir”.  Tenho aprendido lições que levarei por toda minha vida, tanto no âmbito profissional quanto pessoal. Comecei a enxergar a vida com os olhos da alma e desde então sou muito grata a tantas experiências e vivências únicas e mágicas que esta família (Fundação) tem me proporcionado. Demonstram e nos ensinam que a perda da visão ou até mesmo nascer sem ela não significa o final de um começo, mais um início de grandes (re)começos, pois “a vida é tão rara…”. Família FURC por vocês fazerem parte da minha ciranda que é a vida!

Maria Ângela Clement

Fisioterapeuta

“Profissionalmente é o momento em que me realizo nas ações desenvolvidas na Fundação Regina Cunha, onde tenho a oportunidade de conviver e tratar pacientes na mais tenra idade, minimizar as dificuldades por elas enfrentadas no dia a dia, acompanhar a evolução vencendo barreiras vindas desde o nascimento e a alegria de saber que podemos contribuir com a melhoria da qualidade de vida dessas crianças.”

Tattiana Mendonça

Supervisora Assistencial (e Educadora Física)

“Conhecer a FURC foi a possibilidade da realização de um grande sonho profissional e poder fazer parte dessa equipe foi a concretização do mesmo. Sinto-me realizada aqui, é gratificante atuar todos os dias com essa equipe e contribuir no desenvolvimento de nossos pacientes. “

Jaqueline Borges

Auxiliar Administrativa

“Minha experiência na FURC tem sido bastante desafiadora. Estou agregando experiências em atendimento, relações interpessoais e em rotinas administrativas, além de valores morais e humanos, que têm contribuído para meu crescimento profissional e de vida.”

Jerônimo Pereira Mota Junior

Auxiliar de Captação de Recursos

“A Fundação Regina Cunha possibilita o envolvimento diário com as necessidades e anseios dos portadores de baixa-visão e cegueira. Poder contribuir com o nosso público, direta ou indiretamente, faz com que o dia a dia seja preenchido por um sentimento de afetividade mútua e a recompensa é poder acompanhar a autonomia adquirida e assimilada pelos usuários do Centro de Reabilitação Brilhar.”